Importante: o conteúdo aqui apresentado de modo algum pretende substituir o aconselhamento médico ao longo da gestação, mas sim oferecer informações complementares baseadas em pesquisas e experiências pessoais. O acompanhamento pré-natal é imprescindível durante a gestação, preferencialmente com um médico de sua confiança.

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Trauma psicológico após o aborto por deficiência fetal - os pais precisam conhecer os fatos

Por Peter Saunders*

artigo publicado no blog Christian Medical Comment
tradução Joana Croxato

A crença de que os pais e as famílias serão prejudicados por ter um filho com deficiência, e que este dano pode ser limitado por meio do aborto, é quase inquestionável hoje.

Este tem sido um importante pressuposto aceito por muitos participantes do debate atual sobre o aborto por anencefalia na Irlanda do Norte, sobre o qual tenho escrito recentemente.

Mas será que a literatura médica sustenta essa afirmação?

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

20 razões para pensar duas vezes antes de abortar um bebê com anencefalia

Tradução: Joana Croxato 
Notas de tradução entre colchetes []





A anencefalia é um grave defeito de fechamento do tubo neural, onde uma falha na fusão do tubo neural do embrião no início da gravidez resulta no não desenvolvimento dos hemisférios cerebrais no bebê, incluindo o neocórtex, que é responsável pela cognição. O tecido cerebral restante é muitas vezes exposto, ou seja, não coberto por osso ou pele.

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Nosso anjo Davi, sempre vivo em nossos corações

Esse é um vídeo feito pela Caroline, mãe do pequeno Davi, contando sua história de vida.

Davi foi diagnosticado com acrania e anencefalia durante a gestação. Ele ficou com sua família durante os nove meses da gestação, que foram vividos intensamente, com muito amor, esperança e fé. Ele nasceu no último dia 4 de outubro e presenteou seus pais com mais 12 horas de vida após o nascimento, recebeu carinhos, cuidados, foi muito amado durante todo o tempo que ficou com sua família e continuará sendo. Nas palavras da Carol, foram 9 meses e 12 horas de muito amor. Ela nos conta que colocou no vídeo abaixo palavras saídas da alma, com lembranças preciosas e inesquecíveis de seu amado filho.




"Filho amado, você estará sempre vivo em nossos corações, feliz dia das crianças pra você, saudades eternas!!! Mamãe, papai e seu irmãozinho te amam muito!"

"Não tenho nada, nem estou sofrendo. Sentir saudade faz parte, não é sofrer, é sentir. A Saudade é um lugar onde só chega quem ama! Se pela força da distância você se ausenta, pela força da saudade você voltará! Saudades eternas do nosso amado filho Davi Luiz!"


Seus pais Caroline Taveira Silva e Christopher Alexandre Silva e seu irmão Gabriel
de Santos, SP

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Anencefalia: Aliviar o sofrimento sim, matar o paciente não

Quando mãe e feto são os pacientes, os cuidados médicos são sempre dirigidos para ambos


Rodolfo Acatauassú Nunes – Professor Adjunto da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Mestre e Doutor pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro e Livre-Docente pela Escola de Medicina e Cirurgia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Paulo Silveira Martins Leão Júnior – Advogado; Procurador do Estado do Rio de Janeiro; Pós Graduado pelo Instituto de Estudos de Direito da Economia.



Nos últimos anos vem se acumulando exponencialmente na área médica o conhecimento científico e tecnológico. Muitas afecções tidas antes como incuráveis passaram a responder a novos tratamentos. A cada dia a Medicina se aprimora contornando situações progressivamente mais complexas, algumas vezes de modo até mesmo imprevisível. Contrariamente ao que ocorre com as células tronco embrionárias, o sucesso das células tronco adultas, retiradas do próprio indivíduo, da placenta ou cordão umbilical, vem revolucionando condutas previamente limitadas, amenizando ou corrigindo disfunções tidas como terminais. 

Maria Tereza, um sinal de vida e de esperança para nossa família

Recentemente estive na sede da Estação Luz Filmes, em Fortaleza, e me deparei com um quadro contendo uma carta escrita por Ana Cecília, mãe da Maria Tereza, que nasceu em Fortaleza com anencefalia e viveu, além do tempo da gestação, por pouco mais de 3 meses após seu nascimento.



Senhores Ministros,

Como mãe de um bebê anencéfalo, nascido em Fortaleza, e que teve sua vida acolhida e respeitada desde o princípio da gestação, mesmo sabendo de sua má formação, quero que esta corte reflita e decida sempre pela vida.

Vivi esta realidade como mãe de Maria Tereza, bebê anencéfalo, nascida no dia 17 de dezembro do ano 2000. Hoje experimento uma liberdade interior surpreendente, consciência limpa e tranquila diante de meus filhos e de todos. Com muita liberdade faço conhecer que a pequena Maria Tereza foi um sinal de vida e de esperança para toda a minha família.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...