Importante: o conteúdo aqui apresentado de modo algum pretende substituir o aconselhamento médico ao longo da gestação, mas sim oferecer informações complementares baseadas em pesquisas e experiências pessoais. O acompanhamento pré-natal é imprescindível durante a gestação, preferencialmente com um médico de sua confiança.

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Ácido fólico na dieta do homem também previne malformações no momento da concepção

Queridos amigos,

Reproduzimos abaixo duas notícias publicadas recentemente sobre a importância do ácido fólico também na dieta do homem, antes do casal engravidar. São pesquisas iniciais, mas sabemos que toda informação que ajude na prevenção de malformações fetais é bem-vinda!

Dieta do pai antes da concepção tem papel crucial na saúde do bebê


TORONTO - Todo o planejamento de ingestão de ácido fólico que as mães costumam fazer três meses antes de engravidar pode ser estendido para os pais. Um estudo da pesquisadora Sarah Kimmins, da Universidade McGill, no Canadá, sugere que a alimentação dos pais antes da concepção pode ter um papel igualmente importante na saúde da prole.


A pesquisa teve foco na vitamina B9 (também conhecida como folato ou ácido fólico), encontrada em folhas verde escuras, cereais, frutas e carnes, conhecida por prevenir abortos e defeitos no nascimento. Pela primeira vez os pesquisadores mostram que os níveis de folato do pai pode ser tão importante quanto o da mãe na formação do feto.

- Apesar de o ácido fólico estar presente hoje em uma série de alimentos, os pais que consomem gordura, fast-food ou são obesos podem não ser capazes de de metabolizar o folato da mesma maneira que aqueles com os níveis adequados da vitamina - explica Kimmins. - E sabemos hoje que esta informação será passada adiante pelo pai para o embrião com sérias consequências.

Os pesquisadores chegaram a esta conclusão com testes em camundongos, e comparando a prole de pais com folato insuficiente na dieta com a prole de pais com níveis adequados da vitamina. Eles descobriram que a deficiência de folato paternal estava associada ao aumento de defeitos no nascimento.

- Ficamos surpresos ao ver que havia quase 30% de aumento em defeitos de nascimento nas ninhadas vindas de pais com deficiência de folato - diz Romain Lambrot, do departamento de Ciências Animais da McGil, um dos pesquisadores que participaram do estudo. - Vimos algumas anormalidades severas como deformidades crâniofacial e espinhal.

A pesquisa mostra que há regiões do epigenoma (o que influencia como os genes são ligados ou desligados, como a informação genética é passada adiante) que são sensíveis ao estilo de vida e, particularmente, à dieta. E que esta informação é, por sua vez transferida para o chamado mapa epigenômico que influencia o desenvolvimento e também podem influenciar o metabolismo e doenças na prole, a longo prazo.

Embora seja conhecido que existe no epigenoma um restabelecimento à medida que o esperma se desenvolve, este estudo mostra agora que, juntamente com o mapa de desenvolvimento, o esperma também transporta uma memória do meio ambiente do pai e, possivelmente, até mesmo de sua dieta e escolhas de vida.

- Se tudo correr como esperamos, nosso próximo passo será trabalhar com os colaboradores em uma clínica de fertilidade, para que possamos começar a avaliar em homens a relação entre dieta, excesso de peso e como esta informação está relacionada com a saúde de seus filhos - diz Kimmins.


Ácido fólico 'pode manter espermatozoides saudáveis', diz estudo

'Nutriente reduz incidência de células com número irregular de cromossomos'.


Uma dieta rica em ácido fólico (um derivado da vitamina B) pode proteger homens contra a produção de espermatozóides com anormalidades em seus cromossomos, sugeriu estudo da Universidade da Califórnia, em Berkeley.

O nutriente, que também protege contra defeitos congênitos, é encontrado em fígado, alguns legumes, verduras de folhas e frutas cítricas. Ele é necessário durante a síntese de DNA, RNA e proteínas, e para a produção de novas células.

Estima-se que de 1% a 4% dos espermatozoides de um homem saudável têm cromossomos demais ou menos do que o normal - um distúrbio conhecido como aneuploidia, e que causa erros durante a divisão celular. As suas causas ainda não são totalmente compreendidas pelos cientistas mas se estes espermatozoides anormais fertilizarem um óvulo normal, provocarão um aborto natural ou criarão um feto com distúrbios cromossômicos

Crianças nascidas com um cromossomo 21 a mais têm síndrome de Down e meninos com um cromossomo X a mais, sofrem da síndrome de Klinefelter, que pode afetar o desenvolvimento da fala.

Neste estudo publicado na revista Human Reproduction a equipe de Berkeley analisou amostras de espermatozóides de 97 homens saudáveis, não-fumantes, com idades entre 22 e 80 anos, e entrevistou-os para saber sobre sua ingestão de zinco, ácido fólico, vitaminas C e E e beta-caroteno.

Depois de levar em conta fatores como idade, consumo de bebidas alcoólicas e histórico médico, os cientistas constataram que os homens com maior ingestão de ácido fólico tinham um nível 19% mais baixo de espermatozoides com número anormal de cromossomos em relação aos homens que ingeriram uma quantidade moderada do nutriente, e 20% menor em relação a homens com baixa ingestão de ácido fólico.


Alerta

"Aumentar a ingestão de ácido fólico pode ser tão simples quanto tomar um suplemento vitamínico com pelo menos 400 microgramas de ácido fólico ou comer no café da manhã cereais fortificados com 100% da Ingestão Diária Recomendada (IDR) de ácido fólico. Além disso, verduras de folhas verdes tais como espinafre podem conter até 100 microgramas de ácido fólico por porção", disse Suzanne Young, que coordenou o estudo.

Mas antes que os homens que desejam ser pais comecem a tomar comprimidos com ácido fólico, os pesquisadores chamam a atenção para o fato de que este estudo apenas encontrou uma ligação, não uma relação de causa e efeito entre o ácido fólico e anormalidades cromossômicas.

"Nós não podemos dizer que o aumento de ácido fólico na sua dieta levará a espermatozoides mais saudáveis", disse outro líder do estudo, Andrew Wyrobek, do Laboratório Nacional Lawrence Berkeley.

"Mas nós conseguimos evidências suficientes para justificar um teste clínico e farmacológico mais amplo em homens para examinar as relações causais entre níveis de ácido fólico na dieta e anormalidades cromossômicas em seus espermatozoides. Esta informação nos ajudará a estabelecer os níveis de ácido fólico na dieta que podem reduzir o risco de defeitos congênitos ligados aos pais."

Os pesquisadores acreditam que se estudos futuros confirmarem a relação da ingestão de ácido fólico com anormalidades em espermatozoides, a IDR dos Estados Unidos de ácido fólico para homens que desejam se tornar pais pode aumentar em relação ao nível atual, de 400 microgramas por dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pedimos sua compreensão e cuidado ao postar um comentário.
-> Você é bem-vindo a este blog, ainda que tenha valores ou pensamentos diferentes dos aqui apresentados.
-> No entanto, mensagens que tenham conteúdo ofensivo e desrespeitoso não serão aceitas, em atitude de respeito para com as famílias que aqui compartilham suas histórias, e para com todas as crianças que aqui são homenageadas
-> Nossa intenção não é hostilizar quem tenha uma visão ou postura diferentes diante dos temas aqui abordados, portanto não serão aceitos comentários agressivos de qualquer tipo.
-> Se preferir, contate-nos pelo e-mail acrania.anencefalia@yahoo.com.br
Muito obrigada!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...