Importante: o conteúdo aqui apresentado de modo algum pretende substituir o aconselhamento médico ao longo da gestação, mas sim oferecer informações complementares baseadas em pesquisas e experiências pessoais. O acompanhamento pré-natal é imprescindível durante a gestação, preferencialmente com um médico de sua confiança.

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Claudinho, uma luz que jamais irá se apagar em nossos corações

Compartilhamos abaixo o depoimento da Angelita, que nos conta a história de seu filho Claudio, diagnosticado com acrania e anencefalia. Angelita chegou até nosso grupo de apoio no início de sua gestação, que foi vivenciada com muito amor, esperança e fé. Tivemos a alegria de acompanhar sua história e de celebrar junto com ela a vida do Claudinho durante a gravidez e durante seus três dias de vida fora do útero. 

Alex e Angelita carregam o filho Claudio
imagens: Arquivo pessoal da família


Claudio, nome escolhido há mais de 5 anos, seria uma homenagem a seu avô por paterno. E assim foram esperados, quando de repente em um exame no dia 03/05/12, a felicidade explode em meu coração: estava grávida.


Logo contei para meu marido Alex, que ficou muito feliz. Com 2 meses fiz um ultrassom, estava tudo bem, afinal era pequeno demais para se perceber alguma alteração ou algum problema.

Eis que chega o dia 20/06/12, o dia do exame morfológico, aquele que dá para ver o bebê com mais precisão. Fomos eu e meu marido para o hospital, a médica nos chama para realizar o exame, começo ver aquele serzinho que já é bem amado por todos nós, e quando menos esperamos recebemos a noticia que nosso filho teria um grave problema. A médica disse que ele tinha acrania, e conforme fosse passando o tempo da gravidez se tornaria anencefalia, e que era impossível sobreviver após o nascimento. Ele seria incompatível com a vida e o melhor seria induzir um aborto (literalmente falando). 

Mas não, meu filho teria que nascer, para provar que o amor está acima de qualquer coisa.


Lembranças da vida do Claudinho
imagens: Arquivo pessoal da família

Gestação vivida com muito orgulho pelo filho
imagens: Arquivo pessoal da família

E foi assim durante os 6 meses restantes, muito amor, carinho, palavras ditas que confortassem o seu coração, para que não tivesse medo, pois nós estaríamos ao seu lado, lhe apoiando em tudo.

Eis que chega o grande dia, 10/12/12, uma segunda-feira, nasce às 15h12min por cesárea um menino lindo e forte, pesando 2.140g e com 41cm. Nosso Claudinho.

Uma luz que jamais irá se apagar em todos os corações, que viveu durante os 09 meses que esteve dentro do meu ventre e por mais 3 dias, para que todos pudessem ver o milagre.



Claudinho viveu 3 dias de muita alegria após o nascimento
imagens: Arquivo pessoal da família

Os 3 dias que ele ficou conosco foram maravilhosos. Ele nasceu chorando e com fome, porém a médica não deixou eu amamentar ainda no centro cirúrgico, pois não sabia se ele tinha a função de sugar, e ficou com medo de ir para o pulmão e ele se engasgar.

Ficou na semi intensiva, não precisou de nenhum medicamento, apenas a sonda para se alimentar. As enfermeiras ficaram apaixonadas por ele, pois não deu nenhum trabalho para elas.

Pude fazer tudo que pedi para Deus: abraçá-lo, beijá-lo, senti-lo, dar-lhe bastante amor. E dizer o quanto foi e seria amado por toda a nossa vida.

Todos da família puderam vê-lo, mas apenas nós os pais e os avós puderam pegá-lo no colo, devido as regras do berçário, mas compreendemos por causa dos outros bebês que lá estavam internados.

Minha recuperação foi tranquila e hoje estou bem, só com o coração que continua apertado devido à saudade. Mas nada como a confiança em Deus para confortar o meu coração.

A fé é inabalável, quando temos Deus em nossas vidas. E foi essa fé que me fez prosseguir até o fim, jamais desistir de conhecer o meu filho, independente do como iria vir. O apoio da minha família e dos meus verdadeiros amigos também foram fundamentais para que essa estória tivesse um final feliz.

Meu filho Claudinho, o Sol dos nossos dias e a luz que ilumina todas as nossas noites.

TE AMO MEU AMOR ETERNO.

Sua mãe e seu pai Angelita e Alex,
de São Paulo, SP

2 comentários:

  1. Meu carinho e respeito a familia.
    E não percamos a fé, e a esperança de um dia encontra-lo na glória com Deus!

    ResponderExcluir
  2. Oi meu nome e Patricia,moro em Uberlandia mg estava vendo a historia de vcs e fiquei muito comovida,eu tambem passei pela a mesma situação a 15 dias atras,minha filha nasceu dia 26/08/1013,mais diferente de vcs minha filha ficou somente 1 minuto,mais foi o suficiente para eu nunca esquece-la e amar ela por toda minha vida,guando recebi o diagnostico fiquei desesperada mais logo me acalmei e deixei a minha gestaçao ir ate os 9 meses,e sempre com muita fe em Deus que tudo ia dar certo,o nome da minha filha e Anna Vitoria,sei que ela em minha vida veio pra fazer diferença,e para sempre serei uma pessoa melhor a cada dia que se passa.ANNA VITORIA AMOR ETERNO!!!

    ResponderExcluir

Pedimos sua compreensão e cuidado ao postar um comentário.
-> Você é bem-vindo a este blog, ainda que tenha valores ou pensamentos diferentes dos aqui apresentados.
-> No entanto, mensagens que tenham conteúdo ofensivo e desrespeitoso não serão aceitas, em atitude de respeito para com as famílias que aqui compartilham suas histórias, e para com todas as crianças que aqui são homenageadas
-> Nossa intenção não é hostilizar quem tenha uma visão ou postura diferentes diante dos temas aqui abordados, portanto não serão aceitos comentários agressivos de qualquer tipo.
-> Se preferir, contate-nos pelo e-mail acrania.anencefalia@yahoo.com.br
Muito obrigada!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...